DestaquesMato Grosso do SulVacinas

34 municípios de Mato Grosso do Sul receberão 41 mil doses de vacina contra dengue.

Público-alvo, na primeira remessa, são crianças de 10 e 11 anos

Mato Grosso do Sul receberá 41.783 doses da vacina contra a dengue entre sexta-feira (9) e segunda-feira (12). O imunizante em questão é a Qdenga, fabricada pela farmacêutica japonesa Takeda. A vacina, oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é gratuita e deve começar a ser aplicada na próxima semana.

Ao todo, 34 municípios receberão os imunizantes: Campo Grande (24.639 doses), Costa Rica (771), São Gabriel do Oeste (834), Maracaju (1.223), Jardim (731), Coxim (929), Guia Lopes da Laguna (297), Sidrolândia (1.435), Pedro Gomes (182), Chapadão do Sul (945), Rochedo (156), Anastácio (739), Camapuã (338), Bonito (715), Figueirão (108), Nova Alvorada do Sul (764), Aquidauana (1.460), Jaraguari (209), Miranda (883), Dois Irmãos do Buriti (338), Sonora (434), Ribas do Rio Pardo (746) Alcinópolis (115), Caracol (149), Corguinho (161), Bela Vista (683), Rio Verde de Mato Grosso (549), Paraíso das Águas (184)Terenos (506), Rio Negro (129), Nioaque (390), Porto Murtinho (463), Bodoquena (269) e Bandeirantes (221).

A distribuição das doses nos municípios foi determinada com base em três critérios principais: ranqueamento das regiões de saúde e municípios, o quantitativo necessário de doses para a população-alvo conforme a disponibilidade (prevista pelo fabricante) e o cálculo do total de doses a serem entregues em uma única remessa ao município.

O público-alvo prioritário são crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Nesta primeira remessa, o grupo contemplado será crianças de 10 e 11 anos. Conforme vão chegando mais vacinas, adolescentes de 12 a 14 anos também receberão a vacina.

De acordo com a coordenadora de Imunização da SES, Ana Paula Rezende Goldfinger, a campanha de vacinação será feita de forma gradativa.

“Assim que o Ministério da Saúde repor mais doses, vamos aumentando de forma escalonada as idades até chegar aos 14 anos. Devido à falta do imunobiológico é necessário adotar esta estratégia, e iniciar por essa faixa etária. Assim que a rede de frios receber os imunizantes, será entregue de imediato aos municípios”, ressaltou.

Dourados, município localizado a 230 quilômetros de Campo Grande, foi à primeira cidade do Brasil a vacinar gratuitamente contra a dengue. A ação foi fruto de uma parceria entre a prefeitura e a farmacêutica. A imunização no município começou na primeira semana de janeiro de 2024.

VACINA

Qdenga, vacina contra dengue, será aplicada gratuitamente em crianças/adolescentes de 10 a 14 anos, em todos os estados brasileiros.

Nesta primeira remessa, o grupo contemplado será crianças de 10 e 11 anos. Conforme vão chegando mais vacinas, adolescentes de 12 a 14 anos também serão receberão a vacina.

Quem está fora da faixa etária classificada como prioritária deve procurar a vacina na rede particular.

A Qdenga é contraindicada para gestantes e lactantes e, portanto, não pode ser administrada nem na rede pública, nem na privada. A dose também não é indicada para pessoas com imunodeficiências primárias ou adquiridas e indivíduos que tiveram reação de hipersensibilidade à dose anterior.

A Qdenga previne exclusivamente casos de dengue e não protege contra outros tipos de arboviroses, como Zika, Chikungunya e febre amarela.

O esquema completo da Qdenga é composto por duas doses, a serem administradas por via subcutânea com intervalo de 3 meses entre elas. Quem já teve dengue também deve tomar a dose.

Para quem apresentou a infecção recentemente, a orientação é aguardar 6 meses para receber o imunizante. Já quem for diagnosticado com a doença no intervalo entre as duas doses deve manter o esquema vacinal, desde que o prazo não seja inferior a 30 dias em relação ao início dos sintomas.

 

Fonte CE.

Redação Gdsnews.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo