Ação JudicialDestaquesInternacional

Gol entra com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos.

A medida é tomada para fortalecer sua posição financeira. A companhia afirmou ainda que todos os voos estão operando conforme programado e todas as passagens aéreas e reservas permanecem em vigor

A Gol anunciou nesta quinta-feira (25) que a companhia e as suas subsidiárias estão entrando com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos. Agências de risco estimam que a dívida da empresa é de R$ 20 bilhões.

De acordo com a Gol, a medida é tomada para fortalecer sua posição financeira. A companhia afirmou ainda que todos os voos estão operando conforme programado e todas as passagens aéreas e reservas permanecem em vigor.

Em entrevista coletiva para a imprensa, o presidente da companhia, Celso Ferrer, disse que não tem previsão de reduzir as operações da Gol, nem tamanho de frota, pessoal, número de bases, destinos ou rotas.

“Não há previsão de diminuição das operações que a Gol tem hoje. O processo de chapter 11 [como é chamado o processo na Justiça americana] é justamente para proteger a companhia de qualquer ação que possa ser tomada pelos arrendadores de aeronaves, que a gente já vinha negociando com eles. Ele dá os tempo e as condições para que essa negociação seja feita”, disse o executivo.

A informação de que a empresa cogitava fazer o pedido foi antecipada pela Folha na coluna Painel S.A.

Em comunicado à imprensa, a companhia aérea afirmou que inicia o processo legal nos EUA, conhecido como Chapter 11, com um compromisso de financiamento de US$ 950 milhões.

O pedido foi feito no Tribunal de Falências dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova York.

“O Chapter 11 é um processo legal dos Estados Unidos utilizado pelas empresas para levantar capital, reestruturar as finanças e fortalecer operações comerciais no longo prazo, enquanto continuam a operar normalmente”, diz a empresa.

De acordo com a Gol, o financiamento está sujeito à aprovação judicial. A empresa esperar gerar caixa com as operações para ter liquidez “para apoiar as operações, que seguem normalmente, durante o processo de reestruturação financeira”.

“A GOL vem empreendendo esforços significativos para oferecer a melhor experiência de viagem aos Clientes, ao mesmo tempo em que melhorou sua lucratividade e posição financeira”, diz Celso Ferrer, CEO, no comunicado.

“Fizemos progressos notáveis até agora e acreditamos que este processo permitirá endereçar os desafios gerados pela pandemia”, diz Ferrer.

No fim do ano passado, a companhia contratou a consultoria da Seabury Capital, uma das maiores em reestruturação de dívida no setor aéreo.

A principal tarefa da Seabury seria buscar uma saída com os cerca de 25 lessores (arrendadores de aeronaves) para renegociar a dívida financeira.

Do total da dívida da empresa, cerca de R$ 3 bilhões vencem no curto prazo (em até 12 meses). A companhia, no entanto, não tem caixa suficiente para honrar esses compromissos, segundo pessoas a par das negociações.

De acordo com a Gol, o financiamento está sujeito à aprovação judicial. A empresa esperar gerar caixa com as operações para ter liquidez “para apoiar as operações, que seguem normalmente, durante o processo de reestruturação financeira”.

“A GOL vem empreendendo esforços significativos para oferecer a melhor experiência de viagem aos Clientes, ao mesmo tempo em que melhorou sua lucratividade e posição financeira”, diz Celso Ferrer, CEO, no comunicado.

“Fizemos progressos notáveis até agora e acreditamos que este processo permitirá endereçar os desafios gerados pela pandemia”, diz Ferrer.

No fim do ano passado, a companhia contratou a consultoria da Seabury Capital, uma das maiores em reestruturação de dívida no setor aéreo.

A principal tarefa da Seabury seria buscar uma saída com os cerca de 25 lessores (arrendadores de aeronaves) para renegociar a dívida financeira.

Do total da dívida da empresa, cerca de R$ 3 bilhões vencem no curto prazo (em até 12 meses). A companhia, no entanto, não tem caixa suficiente para honrar esses compromissos, segundo pessoas a par das negociações.

Por volta das 17h30, às ações da Gol recuavam 2,26%, a R$ 6,50, na B3.

Antes de ter as negociações suspensas em razão da divulgação do fato relevante sobre a recuperação judicial, a ação da empresa era negociada na mínima da sessão até aquele momento, a R$ 6,65, estável frente ao fechamento da véspera.

Na máxima, registrada mais cedo, o papel chegou a ser negociado a R$ 6,97.

Com a confirmação do pedido, a Gol seguirá o caminho da colombiana Avianca, da Aeromexico e da Latam. Em maio de 2020, a rival com sede no Chile foi ao Tribunal de Falências de Nova York. Em 2022, concluiu seu processo de reestruturação.

Em 2023, a Gol detinha 33% de participação de mercado na indústria de aviação brasileira, perdendo apenas para a Latam Brasil, conforme definido pela receita de passageiros por quilômetro, que mede o tráfego. Foi a principal companhia aérea do Brasil de 2016 a 2020.

 

Fonte CE.

Redação Gdsnews.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo