Campo GrandeDengueDestaques

Vacinação contra dengue deve começar neste domingo na Capital.

Campanha em Campo Grande inicia-se com a imunização de crianças com idades entre 10 e 11 anos

Diante da previsão de que os imunizantes “QDenga” pousem neste sábado (10) em solo campo-grandense, a Capital de Mato Grosso do Sul deve começar a vacinação contra a dengue em Campo Grande já neste domingo (11).

Conforme nota emitida pela Secretaria de Estado de Saúde, o número de municípios contemplados nessa primeira remessa que chega ao Estado subiu, saltando de 34 iniciais para 76 estipulados nessa atualização.

Com a chegada prevista para o horário do almoço, a distribuição para os municípios deve começar após as 13h, com essa remessa de 26.830 enviada pelo Ministério da Saúde irá atender às duas macrorregiões de saúde de Dourados e Três Lagoas, sendo:

Macrorregião de Dourados

Caarapó (936 doses), Deodápolis (369), Douradina (172), Fátima do Sul (495), Glória de Dourados (259), Itaporã (793), Jateí (108), Laguna Carapã (231), Rio Brilhante (1.198), Vicentina (153), Eldorado (324), Iguatemi (410), Itaquiraí (575), Japorã (396), Juti (246), Mundo Novo (546), Naviraí (1.466), Anaurilândia (197), Angélica (298), Batayporã (273), Ivinhema (730), Nova Andradina (1.355), Novo Horizonte do Sul (129), Taquarussu (102), Amambai (1.355), Antônio João (313), Aral Moreira (395), Coronel Sapucaia (523), Paranhos (602), Ponta Porã (2.859), Sete Quedas (320) e Tacuru (379).

Macrorregião de Três Lagoas:

Aparecida do Taboado (707), Cassilândia (497), Inocência (209), Paranaíba (1.025), Água Clara (572), Bataguassu (675), Brasilândia (306), Santa Rita do Pardo (206), Selvíria (225) e Três Lagoas (3.896).

Das mais de 41,7 mil unidades que chegam à Mato Grosso do Sul, ao todo Campo Grande recebe 24.639  doses do imunizante produzido pela farmacêutica Takeda, com sede no Japão

Além da Capital e suas 24 mil doses, outros 33 municípios da macrorregião de Campo Grande também recebem quantidades distintas do imunizante, com Maracaju (1.223); Sidrolândia (1.435) e Aquidauana (1.460) figurando como as unidades que recebem acima de mil doses.

Costa Rica (771),

São Gabriel do Oeste (834),

Jardim (731),

Coxim (929),

Guia Lopes da Laguna (297),

Pedro Gomes (182),

Chapadão do Sul (945),

Rochedo (156),

Anastácio (739),

Camapuã (338),

Bonito (715),

Figueirão (108),

Nova Alvorada do Sul (764),

Jaraguari (209),

Miranda (883),

Dois Irmãos do Buriti (338),

Sonora (434),

Ribas do Rio Pardo (746)

Alcinópolis (115),

Caracol (149),

Corguinho (161),

Bela Vista (683),

Rio Verde de Mato Grosso (549),

Paraíso das Águas (184)

Terenos (506),

Rio Negro (129),

Nioaque (390),

Porto Murtinho (463),

Bodoquena (269) e

Bandeirantes (221).

Autoridades de MS alertam que 80% dos focos de dengue estão dentro das residências.

Ainda, vale lembrar que o público alvo para essa campanha são crianças entre 10 e 14 anos, porém, inicialmente a previsão é de que as doses só devem ser ministradas em crianças com 10 ou 11 anos.

Campo Grande possui aproximadamente 14 mil crianças nessa faixa-etária e, com a chegada das vacinas já nesse sábado, a previsão interna é que os imunizantes já comecem a ser ministrados nesse domingo na Capital.

QDenga

Importante esclarecer que essa divisão obedece três critérios principais, sendo: ranqueamento das regiões de saúde; quantidade necessária para atender público-alvo (segundo disponibilidade prevista por fabricante), além do cálculo total de doses a serem entregues por remessa a cada município.

Ainda nessa semana, como abordou o Correio do Estado, a coordenadora de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ana Paula Rezende Goldfinger, explicou como deverá ser a sequência da campanha, que começa pelas idades de 10 e 11 anos.

“Assim que o Ministério da Saúde repor mais doses, vamos aumentando de forma escalonada as idades até chegar aos 14 anos. Devido à falta do imunobiológico é necessário adotar esta estratégia, e iniciar por essa faixa etária. Assim que a rede de frios receber os imunizantes, será entregue de imediato aos municípios”, destacou.

Combate à dengue

Em todo o País a dengue tem atingido níveis alarmantes, tanto que, na última terça-feira (06) a Ministra Nísia Trindade convocou população; governos; estados e municípios em mobilização para enfrentamento da doença.

“Este é o momento de intensificar os cuidados e a prevenção. Agora é hora de todo o Brasil se unir contra a dengue”, comunicou a ministra em pronunciamento exibido em rede nacional de rádio e televisão.

Além disso, o ministério abriu campanha digital, convocando influenciadores e artistas para repassar a mensagem de que é possível eliminar os focos do mosquito-da-dengue com apenas 10 minutos, segundo o Ministério da Saúde.

Antes disso, em 03 de fevereiro foi instalado também um Centro de Operações de Emergência (COE) contra a dengue e demais arboviroses. As distribuições de vacinas começaram já na quinta-feira (08), com 712 mil doses para 10 Estados, incluindo Mato Grosso do Sul.

 

Fonte CE.

Redação Gdsnews.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo