Campo GrandeDestaquesVacinação

Vacinação contra a dengue inicia em Campo Grande neste domingo(11).

O público-alvo desta primeira etapa de aplicação da vacina são as crianças de 10 a 11 anos

A primeira etapa de vacinação contra a dengue em Campo Grande se inicia neste domingo(11). Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau),  o imunizante estará disponível apenas para crianças de 10 a 11 anos em duas unidades de saúde de regiões com alta incidência da doença.

De acordo com o calendário de vacinação divulgado pela Prefeitura de Campo Grande, as unidades de saúde da região do Prosa, USF Noroeste que fica na Rua. Dois Irmãos, nº 71 no Jardim Noroeste e na UBS Dona Neta localizada na Rua Corá, bairro Guanandi.

O horário de atendimento para a aplicação da vacina será das 7h às 17h11 deste domingo.

A capital recebeu uma remessa inicial de 24.639 doses da vacina contra a doença enviadas pelo Ministério da Saúde. A secretária municipal de Saúde, Rosana Leite de Melo, explica que devido ao número pequeno de doses, o município adotou como estratégia levar a vacina a áreas de maior vulnerabilidade. Atualmente, o município possui sete bairros com alta incidência.

“Diante do número limitado de doses, nós optamos por disponibilizar a vacina às crianças de regiões que estão com índice alto de dengue. À medida em que novas doses forem sendo enviadas ao município, nós iremos ampliar para as demais regiões”, comenta.

Segundo o ministério, a vacinação irá avançar para outras idades assim que forem sendo entregues novas doses pelo fabricante da Qdenga, até alcançar todo o público-alvo de 10 a 14 anos.

Conforme dados do serviço municipal de Imunização, há aproximadamente 73.500 crianças e adolescentes nesta faixa-etária em Campo Grande.

Se considerar somente as idades preconizadas para receberem a vacina nesta primeira etapa, 10 a 11 anos, o público é de aproximadamente 28 mil pessoas.

Casos

Do dia 01 de janeiro a 06 de fevereiro deste ano, foram notificados 816 casos de dengue em Campo Grande. Até o momento, não houve a notificação de nenhum caso de zika e apenas 01 chikungunya.

Em todo o ano passado a Capital registrou 17.033 notificações de dengue e seis óbitos provocados pela doença. Foram notificados, de janeiro a dezembro de 2023, 92 casos de zika e 176 de chikungunya.

 

Fonte CE.

Redação Gdsnews.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo